A improvisação e sua narrativa

Pretende desenvolver a improvisação musical através de algumas técnicas de transformações melódicas, tal como acontece na criação de uma composição musical mas, neste caso, em tempo real.

O jazz, o jazz-rock e o jazz-fusão serão alguns dos estilos a abordar. Está aberto a todos os instrumentos.

Tem como objectivo tentar ajudar a organizar e a compreender o discurso musical em tempo real para que este seja mais coerente e orgânico através das técnicas de transformações melódicas, tais como:

- Metamorfosear um material = escolher um material e dar forma; repetir e transformar; etc.;

- O material motívico = o motivo como material musical; o motivo-fiff; o motivo-material e o motivo-fórmula;

- As formas do motivo = forma da linha melódica; comprimento do motivo; conteúdo do motivo (tonal, politonal e atonal); ritmo, dinâmica e timbre do motivo;

- Outras formas de material = a série melódica; séries de ritmos, de acentuações, de intensidades e de timbres; o reservatório de notas; a improvisação por intervalos.


Será dividido em duas partes:

Na 1ª parte serão expostos e exemplificados todos os assuntos propostos, seja na prática como na teoria.

Na 2ª parte será pedido a cada participante para improvisar tentando aplicar alguns dos recursos abordados na 1ª parte.


Potenciar e desenvolver a criatividade musical.


Exemplos musicais:

- Mike Stern

- Pat Metheny com John Scofield e we live here

- Gonzalo Rubalcaba com Pat Martino (think tank)

- Frederic Favarel trio

- Nuno Guedes Campos (e-motion e Clair Obscur - CD)

- Kurt Rosenwinkle (deep song)

- Michel Brecker

- Keith Jarrett

- Miles Davis

- Brad Mehldau

- Michel Petrucciani

- Bill Evans

- John Coltrane (A Love Supreme)

- Tim Miller


      © 2009-2017 Nuno Guedes de Campos - All Rights Reserved - Home